Cidade

 

A nossa Bandeira lembra muito a do Brasil: um losango amarelo sobre um campo verde; no lugar do círculo azul celeste figura o Brasão de Carapicuíba. O campo verde é dividido em 4 áreas equivalentes, pois a Bandeira é esquartelada em cruz, sendo os quartéis verdes constituídos por 4 faixas amarelas carregadas de sobre faixas vermelhas, dispostas duas no sentido horizontal e duas no vertical e que partem dos vértices do losango amarelo central onde o Brasão municipal é aplicado.

 

Essa disposição está conforme a tradição da heráldica portuguesa, e segundo a qual os pavilhões municipais podem ser oitavados, sextavados, esquartelados ou terciados, com as mesmas cores constantes do campo do escudo e ostentando ao centro uma figura geométrica na qual será aplicado o Brasão Municipal.

 

Descrição:

Como no Brasão, as figuras e as cores da Bandeira têm riqueza de simbolismo e tradição. O retângulo verde e o losango amarelo datam de nossas primeiras bandeiras e lembram a mãe pátria Portugal; a cruz relembra os descobridores e a religião que trouxeram. O losango é o símbolo da maternidade. D.Pedro I, após a Independência, ainda em SP, estabeleceu que se usaria para distinguir a brasilidade, uma flor verde no centro de um ângulo de ouro. Depois, no Rio, ordenou que o Tope Nacional fosse composto das cores emblemáticas: verde da primavera e o amarelo ouro, divisa voluntária dos patriotas do Brasil; o verde era a cor da Casa Real de Bragança de onde provinha D.Pedro e o amarelo a cor da casa Habsburgo, da Áustria, de onde provinha a primeira esposa do imperador, Dona Leopoldina, cujo nome está aqui perto numa estação da Fepasa.

 

O verde recorda ainda Tiradentes, supliciado em 1789, ano da Revolução Francesa, pela regeneração da humanidade, quando os sitiantes da Bastilha tiveram por emblema folhas verdes arrancadas às árvores do Palácio Real; lembra nossos campos, nossa riqueza agrícola, nossa primavera constante. O amarelo lembra ainda, nossa riqueza mineral, a fase da mineração do ouro, os raios ardentes de nosso vivificante verão.

 

No poder municipal:

No pavilhão de Carapicuíba, O Brasão do Centro representa o Governo Municipal; o losango amarelo (que contém o Brasão) representa a própria cidade de Carapicuíba com sua riqueza e sua gente; pois se a figura é a área geográfica, a cor é o símbolo da glória, esplendor, grandeza e mando. As faixas que partem dos vértices do losango central dividindo a Bandeira, simbolizam a irradiação do poder municipal a todos os quadrantes de seu território, são amarelas e contém sobre-faixas vermelhas, cor da dedicação, do amor pátrio, desprendimento, galhardia, intrepidez e coragem. Os quartéis verdes, assim constituídos, representam as propriedades rurais existentes no território municipal; o verde é a cor simbólica da honra, cortesia, civilidade, alegria, abundância; sendo também, hieróglifo da esperança.