Secretaria de Saúde

Serviços

Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe


Grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde:
 
Gestantes, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, mulheres no período pós-parto, pessoas com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas e outras condições especiais (mediante prescrição médica), professores da rede pública e particular, profissionais da saúde, população indígena, privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e jovens internados em instituições socioeducativas.
 

Precauções
 

- Doenças febris agudas, moderadas ou graves: recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro febril;
 

- História de anafilaxia em doses anteriores a componentes da vacina, recomenda-se realizar avaliação médica criteriosa sobre benefício e risco da vacina antes da administração de uma nova dose;
 

- Em caso de ocorrência de Síndrome de Guillain-Barré (SGB) no período de até 30 dias após recebimento de dose anterior, recomenda-se realizar avaliação médica criteriosa sobre benefício e risco da vacina antes da administração de uma novadose.  
 

Doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independe da idade:
 

Observação: 
 

Para a vacinação deste grupo mantém-se a necessidade de prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, que  deverá ser apresentada no ato da vacinação.
 
  
 
 
 Categoria de risco clínico
 
 
 
 
 Indicações 
 
 
Doença respiratória crônica
 
 
Asma em uso de corticóide inalatório ou sistêmico (Moderadaou Grave);
 
DPOC;
 
Bronquiectasia; Fibrose Cística;
 
Doenças Intersticiais do pulmão; Displasia broncopulmonar; Hipertensão arterial Pulmonar;
 
Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.
 
 
 
 
Doença cardíaca crônica
 
  
Doença cardíacacongênita;
 
Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade; Doença cardíacaisquêmica;
 
Insuficiência cardíaca.
 
 
 
Doença renal crônica
 
 
Doença renal nos estágios 3,4 e 5; Síndromenefrótica;
 
Paciente endiálise.
 
 
 
Doença hepática crônica
 
 
Atresia biliar; Hepatites crônicas;
 
Cirrose.
 
 
 
 
 Doença neurológica crônica
 
 
Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica;
 
Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: AVC, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares;
 
Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular;
 
Deficiência neurológica grave.
 
 
 
Diabetes
 
 
Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.
 
 
Imunossupressão
 
 
Imunodeficiência congênita ou adquirida
 
Imunossupressão por doenças ou medicamentos
 
 
Obesos
 
 
Obesidade grau III.
 
 
 
Transplantados
 
 
Órgãos sólidos;
 
Medula óssea.
 
 
 
Portadores de trissomias
 
 
Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Sídrome de Wakany,
 
dentre outras trissomias.